domingo, 2 de agosto de 2015

Degustação de vinhos espanhois ICEX



Em mais um ano consecutivo, a ICEX (España Exportación e Inversiones) promoveu a degustação de vinhos espanhóis, esta, realizada nesta última quarta-feira, dia 29 de julho, na ABS-SP. Foi uma seleção de 8 rótulos escolhidos a dedo, provenientes das denominações: Cava D.O (a qual recentemente voltou a ser uma Denominação de Origem), Rioja D.O.Ca e Ribeira del Duero D.O (a terra da aclamada empresa Vega Sicília). Antes da degustação dos vinhos, a qual seguiu a sequência na ordem das denominações já citadas, Arthur Azevedo, Presidente da ABS-SP, brilhantemente apresentou as referidas regiões dando detalhes importantíssimos referentes a geografia, gastronomia local e castas principais. 



Vamos então para os vinhos?



1) Freixenet Cordón Negro Brut
Produtor: Freixenet
Ano: não safrado
Casta: Macabeo, Xare.lo e Parrellada
País: Espanha
Região: Sant Sadurni D´Anoia
Importadora: Qualimpor
Análise organoléptica:
Visual/Cor: amarelo palha com reflexos verdeais, apresentando bolhas pequenas e numerosas. 
Aroma: aromas delicados de frutas tropicais, frutas citricas, aromas minerais e de fermentação (levedura, pão).
Boca: na boca apresenta boa fruta, acidez refrescante e ótima persistência.



2) Freixenet Vintage Reserve Brut
Produtor: Freixenet
Ano: 2012
Casta: Macabeo 50%, Xare.lo 15% e Parrellada 35%
País: Espanha
Região: Sant Sadurni D´Anoia
Importadora: Qualimpor
Análise organoléptica: 
Cor: amarelo palha com reflexos verdeais, apresentando bolhas pequenas e numerosas. 
Aroma: há mais complexidade devido ao contato do mosto com as borras, ou seja, com as leveduras. Notas de frutas cítricas, frutas de caroço e leve tostado.
Boca: na boca é fresco, muito refrescante, apresentando corpo, acidez e muita persistência.



3) Ontañon Vetiver 
Produtor: Bodegas Ontañon
Ano: 2012
Casta: 100% Viura
País: Espanha
Região: DOCa Rioja
Importadora: Tahaa Vinhos
Análise organoléptica:
Cor: amarelo palha (de médio para claro) com reflexos verdeais.
Aroma: frutas brancas, notas florais e até minerais, essas bastante evidentes dada a qualidade do solo calcário presente na região.
Boca: é muito fresco e agradável, de boa persistência, ótima acidez e bom corpo. Um ótimo vinho!



4) Ontañon Crianza
Produtor: Bodegas Ontañon
Ano: 2010
Casta: Tempranillo 90% e Garnacha 10%
País: Espanha
Região: DOCa Rioja
Importadora: Tahaa Vinhos
Análise organoléptica:
Cor: rubi brilhante de média para alta intensidade.
Aroma: apresenta frutas vermelhas, baunilha, notas tostadas e especiarias.
Boca: boa fruta, bom equilíbrio, bons taninos, mais que ficarão melhor com mais dois anos de guarda.



5) Lan Crianza
Produtor: Bodegas Lan
Ano: 2010
Casta: 100% Tempranillo
País: Espanha
Região: DOCa Rioja
Importadora: Magnum
Análise organoléptica:
Cor: vermelho rubi de leve para média intensidade com halo acquoso.
Aroma: frutas vermelhas, especiarias, baunilha, ervas aromáticas e madeira.
Boca: de médio corpo, bastante frutado, com boa acidez e persistência. Um vinho gostoso e muito fácil de beber!



6) Viña Lanciano Reserva
Produtor: Bodegas Lan
Ano: 2007
Casta: 80% Tempranillo, 20% Mazuelo
País: Espanha
Região: DOCa Rioja
Importadora: Magnum
Análise organoléptica:
Cor: vermelho rubi intenso com halo granada e brilhante.
Aroma: frutas vermelhas maduras, tabaco, nuances florais, aromas tostados e com um certa complexidade. 
Boca: boa fruta e bastante integrada aos taninos muito macios, perfeito equilíbrio e longa persistência. Esse vinho está perfeito, atingiu o seu ponto auge de consumo. Simplesmente fantástico!



7) Arzuaga La Planta 
Produtor: Arzuaga Navarro
Ano: 2012
Casta: 100% Tempranillo
País: Espanha
Região: DO Ribeira del Duero 
Importadora: Magnum
Análise organoléptica:
Cor: rubi púrpura intenso e brilhante (vinho jovem).
Aroma: frutas escuras (ameixa e framboesa), frutas vermelhas (morango, cereja), notas balsâmicas e florais.
Boca: boa fruta, frescor, acidez e equilíbrio, porém os taninos ainda estão muito jovens. Ficará perfeito com mais quatro anos de guarda.



8) Arzuaga Crianza
Ano: 2011
Casta: 90% Tempranillo, 7% Cabernet Sauvignon, 3% Merlot
País: Espanha
Região: DO Ribeira del Duero 
Importadora: Magnum
Análise organoléptica:
Cor: vermelho rubi escuro brilhante (vinho jovem).
Aroma: frutas escuras, baunilha e uma leve especiaria. 
Boca: boa fruta, boa estrutura, muita persistência em boca e ótimo equilíbrio. Esperaria  entre cinco a seis anos de guarda para ele ficar no ponto! Já é um ótimo vinho.

Até o próximo post!
Vanda Meneguci